Como saber se o time atingirá o objetivo da sprint?

Como saber se o time atingirá o objetivo da Sprint? Eis aqui uma excelente pergunta, pois é de suma importância para acompanhar o andamento do projeto.

Lembre-se que no contexto de agilidade não cabe microgerenciamento.

Dessa forma, nesse artigo vou explicar uma dinâmica que me foi ensinado por uma agilista aqui na Concrete, empresa onde eu orgulhosamente trabalho, e que eu apliquei com a equipe. Eu achei sensacional. Em suma, ela é simples, rápida e muito efetiva. Vou explicar como funciona, e quais foram as minhas impressões a respeito.

Primeiramente, a dinâmica se chama: Nível de confiança de entrega.

O momento certo

Imediatamente, eu identifiquei que o pós Daily, ainda com o time em pé, é uma boa hora para aplicar a dinâmica. Isso por que, nessa hora estão todos disponíveis e abertos a conversar, não causando uma interrupção desnecessária no meio do desenvolvimento.

Periodicidade

Frenquetimente, vemos times com Sprint de 2 semanas. Nesse modelo pode-se optar em fazer a dinâmica todos os dias, porém, somente na segunda semana da Sprint. Em suma, a explicação para isso, é que,  na primeira semana ainda há muita incerteza, enquanto na segunda semana, já conseguimos tangibilizar melhor.

A venda

Primeiramente é necessário explicar a dinâmica para a equipe e o objetivo da mesma. E aí se você conseguir vender a ideia para os integrantes, já pode partir para aplicar.

Os combinados

É preciso fazer um alinhamento de conceitos:

Definir qual o meio de comunicação: verbal, e-mail, whatsapp etc. Essa questão precisa ser alinhada, por que tem times que os membros,  não gostam de se expor, uns na frente dos outros. No meu caso, o time manteve a mente aberta e eu consegui executar tudo verbalmente e ali na hora.

É preciso combinar com a equipe, se vão medir a confiança pelo o trabalho em desenvolvimento do time, ou se vão considerar as entregas individuais de cada um.

É necessário combinar, qual número de 1 a 5, vai ser considerado para justificar.

Também é necessário definir juntos, os números que serão considerados, para estruturar um plano de ação. E onde ficará disponível esse plano, na parede, num Excel na rede etc.

Executar a dinâmica

Antes de mais nada faça a pergunta: Qual o nível de confiança na entrega? Conte de 1 a 3 e todos na roda colocam sua mão a frente com um número que vai de 1 a 5.

Aqui no time ficou combinado que quem colocar a numeração 1, 2 ou 3 deve explicar por que o seu nível de confiança está baixo. Aqui alguns impedimentos não percebidos antes pela equipe acabam surgindo.

Essa dinâmica é incrível, gera um sentimento de alerta nos membros, fomenta discussões e surgem informações poderosas para serem trabalhadas.

Resultado

Faça uma média entre os pontos e a quantidade de membros da equipe. Caso o Nível de confiança não esteja das melhores, faça um plano de ação imediatamente em combinado com eles. Disponibilize conforme foi combinado com o time.

Minha percepção

A medida que os dias passam, e o time vai fazendo a dinâmica, é possível perceber claramente, um melhor alinhamento entre todos, além de ir alimentando o senso de urgência das pessoas. Imagina que é como se fosse um planning poker diário!

Assim também, é uma forma do Scrum Master ficar mais seguro com o andamento da Sprint, sem fazer microgerenciamento.

Amigos da comunidade me sinalizaram a seguinte referência: https://blog.crisp.se/2015/04/01/jimmyjanlen/the-sprint-burndown-is-dead-long-live-confidence-smileys


Informações sobre a autora:

Jacqueline Viana é Scrum Master na Concrete Solutions, e é apaixonada por agilidade.

 

Cofundadora Agile Pink